Translate

Pesquisar neste blog

Aprenda técnicas para reduzir o estresse




 Fonte da ilustração: Mãe do Ano


Diariamente, encontro pessoas se queixando de cansaço, irritação, fadiga, falta de ânimo, desmotivação, raiva, agressividade, tensão, medo, dores crônicas, solidão e descontrole em uma situação ou outra. Na rotina apressada da vida urbana, controlar as emoções e as reações aqui-ali é um desafio para uma vida mais saudável. Médicos, gurus, mestres religiosos, pais, avós, amigos ensinam que relaxar, dominar a ansiedade, superar a depressão, organizar os pensamentos contribuem para um estado de espírito mais tranqüilo. Mas como fazer isso? Quais as atividades são melhores ou piores, adequadas, para quais tipos de pessoas?

Não há mágica! Contudo, vários são os recursos disponíveis, uma vez que o ser humano é criativo e inventa sempre novidades, não é mesmo? Já experimentei muitas maneiras de me entender (continuo a incessante busca!) e controlar minha mente inquieta, assim como conviver com meus sentimentos múltiplos! Alguns métodos ajudaram mais outros menos e, sem dúvida, o que faz a diferença é sempre experimentar novas alternativas e recursos para viver com mais tranqüilidade e plenitude.

Além das técnicas de life and professional coaching e meditação artística (ver oficina do Ateliê Ato Com Texto) praticada desde os 13 anos, nesse caminho de autoconhecimento e, principalmente, autocontrole destaco a eficiência do método que conheci recentemente: a meditação mindfulness de Jon Kabat-Zinn (Programa de Redução do Estresse – MBSR // Mindfulness-Based Stress Reduction – MBSR"), orientada pela Sociedade Vipassana de Meditação de Brasília. O programa é composto de oito encontros mais um retiro e já foi objeto de estudo científico atestando seus benefícios, assim como outras práticas orientais e/ou ocupacionais (tai chi, yoga, qigong, esportes, artesanato etc.).

Aplicado e aperfeiçoado há mais de 30 anos nos EUA e no mundo, o MBSR  baseia-se na meditação conhecida como da Plena Atenção (Vipassana), uma qualidade humana básica. É um caminho em que se aplica a atenção ao que está acontecendo momento a momento na própria vida, possibilitando a conexão com as experiências internas e externas, vivenciadas aqui-e-agora – seja uma ação banal como escolher as folhas para a salada até um momento tenso com um cliente.

Autonomia e processo terapêutico

Na busca de aliviar o estresse psicológico, participam do MBSR pessoas com formações diversas: professores, motoristas de caminhão, carpinteiros, médicos, executivos, dona-de-casa-mães, bancários, profissionais do comércio e qualquer pessoa que tente encontrar a quietude interior sob o tumulto de sua vida visando relaxar, aumentar a tolerância, organizar a psique e ampliar a confiança.

Focar a mente em uma coisa por um pouco de tempo ajuda a reduzir o stress, comprovam os estudos. Em 20 minutos de meditação, por exemplo, podemos (com treino diário e constância) estabilizar a freqüência cardíaca, pressão arterial, respiração, pulso, produção do hormônio do estresse, aliviar a dor entre outros benefícios, assumindo o paciente/participante a responsabilidade por desenvolver os seus próprios recursos internos.

A aceitação mental e emocional, duramente conquistada pela atenção ao presente momento sem julgamento, pode gerar uma mudança interna na experiência, que muitas vezes se assemelha a um tipo de cura. “Se você conhece a dor, ela pode começar a ir embora!”

O mindfulness e outras formas de meditação são agora usados para restabelecer a saúde numa gama quase inimaginável de condições médicas, incluindo câncer, doenças cardíacas, diabetes, lesões cerebrais, fibromialgia, HIV/Aids, Parkinson, transplantes de órgãos, psoríase, distúrbios do sono, síndrome do intestino irritável e zumbido. Mindfulness tornou-se central para a saúde mental e é comumente usado no tratamento do déficit de atenção e hiperatividade, depressão, ansiedade, transtorno obsessivo-compulsivo, transtorno de personalidade, abuso de substâncias e autismo.

Importante ressaltar que o Programa MBSR não é oferecido como alternativa à medicina tradicional ou a tratamentos psicológicos, mas como complemento destes e pode ser aliado a abordagens terapêuticas tais como arteterapia, terapia cognitiva baseada em mindfulness (MBCT), terapia de aceitação e compromisso (ACT), a terapia comportamental dialética (DBT), mindfulness na prevenção de recaída (MBRP), terapia de trauma com mindfulness (MBTT), e sensibilização para uma alimentação à base de mindfulness (MB-EAT) entre outras.

Depoimentos

"O programa de atenção plena foi excelente, pois aprendi a lidar com o estresse. Na correria do dia a dia é impossível viver sem estresses e angústias, mas o mindfulness ensina a identificar os gatilhos e a sair do buraco com mais rapidez e saúde emocional. Quando pratico no dia-a-dia, e não me envolvo círculo vicioso, me sinto mais confiante e mais forte pra lidar com as dificuldades da rotina”. Érika Rios, publicitária e consultora de marketing.

“Aprender novas maneiras de viver com mais plenitude é fundamental”. Solange Pereira Pinto, coach, arte-educadora e terapeuta.


Onde encontrar (Ato Com Texto recomenda):

Sociedade Vipassana de Meditação -  W5 da Asa Norte, SGAN 909 – Módulo E (próximo ao UniCEUB – ao lado da Vara da Infância e Juventude), Brasília/DF. Informações complementares – Cláudia Silva – (61) 8481-2187 email: svm.claudia@gmail.com


Leituras complementares:







Palavras-chave deste artigo:

Meditação, Coaching, Mindfullness, Relaxamento, Estresse, Saúde, “Compre experiência”, Método, Técnica, Dica, Atenção Plena, Vida plena.


Nenhum comentário:

Postagens mais acessadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Oficina de dobraduras