Translate

Pesquisar neste blog

"Coração tão branco"

O que? 


"VII Encontro de Leitores Antes Que a Rotina Nos Separe De..." 

Onde?  Café com Letras, 203 sul
Quando? quinta-feira, 2 de dezembro de 2010, a partir das 20h.
Quem? Leitores que cultivam o prazer de ler e debater
Como? Indo ao Café no dia marcado
Por quê? Interagir, papear e trocar impressões deixa a rotina mais legal, antes que a gente se separe dos momentos bons da vida!
Livro? Coração tão branco. Autor: Javier Marías. Tradução: Eduardo Brandão. Editora Companhia de bolso, 2008, 267 páginas. (Romance espanhol)


Sinopse:


Teresa Aguilera, de volta da viagem de lua-de-mel, vai almoçar na casa da família. Durante o almoço, se levanta, vai até o banheiro e se mata, disparando no peito com a pistola do pai. O que a teria levado a essa atitude extrema, que o narrador do romance, Juan, descobre ao acaso? Juan é intérprete e tradutor, como Luisa, com quem está recém-casado. Ouvir e contar é o seu ofício. Ouvir, para ele, é quase uma obsessão, como uma forma de fazer existir o que acontece.Mas devemos contar sempre o que ouvimos? Não é melhor, às vezes, calar, guardar segredo, para que o passado não permaneça presente? E não é melhor, às vezes, não ouvir, para não saber e, assim, nos proteger? Foi ouvindo sem querer que descobriu que sua tia não morrera de morte natural, mas se suicidara. E que, antes dela, outra esposa de seu pai também morrera tragicamente. Ouvir essas revelações não buscadas agravou o mal-estar que Juan sentia desde o dia de seu casamento com Luisa, desde que seu pai, durante a recepção no Cassino, chamou-o para uma conversa reservada e pronunciou a palavra fatal, segredo: ?Quando você tiver segredos ou se já os tiver, não os conte. Boa sorte.?


Sobre o autor:

Javier Marías nasceu em Madri, em 1951. Foi professor das universidades de Oxford e de Madri, e é um dos escritores espanhóis contemporâneos mais premiados. É autor dos romances O Homem Sentimental Coração Tão Branco e Todas as almas, entre outros.
 O romance "Corazón tan blanco", lançado em 1992, alcançou um enorme sucesso junto do público e da crítica, resultando na sua consagração definitiva como escritor. Este livro foi traduzido para dezenas de línguas garantindo também o reconhecimento internacional do autor. O famoso crítico alemão Marcel Reich-Ranicki classificou Javier Marías como um dos mais importantes autores vivos a nível mundial. Sucesso similar foi alcançado pelo romance publicado em 1994, "Mañana en la batalla piensa en mí", recebendo prémios na Europa e nas Américas. Especialmente estas duas obras têm sido catalogadas, por muitos, entre os clássicos da literatura castelhana.

Hoje, Javier Marías é considerado um dos escritores vivos mais importantes da língua castelhana. Os seus artigos de imprensa têm tido grande influência na cultura tanto em Espanha como na América Latina, sendo publicados em jornais tais como "El País""El Semanal" e a revista mexicana "Letras Libres". Apesar do enorme sucesso, Marías tem sido alvo de algumas críticas negativas que o consideram "pouco espanhol". Desde 1971 já escreveu mais de trinta obras, entre romances, ensaios e colectâneas de artigos e contos. Os seus livros já foram traduzidos em mais de trinta idiomas e venderam mais de quatro milhões e meio de exemplares em todo o mundo.

Leia mais aqui sobre a biblioteca de Javier Marías.






Promoção cultural: Solange Pereira Pinto 
Ateliê Ato Com Texto (61) 9961.6971
SEPS 905/705 Edifício Mont Blanc -Brasília/DF









Parceria: Café com Letras
Home (61) 3322.4070 / 3322.5070
SCLS 203 SUL - Bl. C - Lj 19 - Brasília/DF

Nenhum comentário:

Postagens mais acessadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Oficina de dobraduras