Translate

Pesquisar neste blog

O pai dos burros - dicionário de lugares-comuns...


sinopse:
O pai dos burros é o resultado de uma obsessão de mais de três décadas - desde os anos 1970, o jornalista e escritor Humberto Werneck coleciona expressões que, de tanto ser repetidas, tornaram-se lugares-comuns ou frases feitas. O uso indiscriminado tornou-as gastas, carentes de significado.


__________________

Folha de São Paulo
Data: 25/8/2009

Dicionário traz surrados clichês para todos os gostos


Livro reúne 4.500 lugares-comuns, terror dos escritores; autor lança hoje


IVAN FINOTTI

É de tirar o chapéu. A faraônica obra "O Pai dos Burros - Dicionário de Lugares-Comuns e Frases Feitas", de Humberto Werneck, vai cair como uma bomba na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, onde o autor estará autografando hoje à noite.

O livro, ao qual não se consegue largar, traz 4.500 surrados clichês, divididos em 2.000 verbetes, reunidos nos últimos quarenta anos pelo combativo jornalista. Werneck não brinca em serviço. Sempre que ouvia uma pérola, anotava num guardanapo. Ou melhor: pérola não, mas uma "antipérola", como ele prefere.

Sim, porque quem não vive da língua de Camões pode ficar até vivamente impressionado com as frases feitas. Os lugares-comuns travestem-se de sabedoria dos antigos e podem dar a impressão de que aquele indivíduo está fazendo bonito e falando difícil como um comendador. No fundo, porém, são apenas clichês que lhe saem da boca pra fora (é o caso clássico do jogador de futebol).

Werneck cita em seu prefácio uma ideia luminosa da socióloga e cientista política alemã Hannah Arendt: "Clichês, frases feitas, adesão a códigos de expressão e conduta convencionais e padronizados têm a função socialmente reconhecida de proteger-nos da realidade (...)".

É curioso procurar as palavras que mais se prestam ao lugar-comum. Há, por exemplo, "tempo" (30 frases feitas no dicionário), "vida" (35; confira no quadro à esquerda) ou "mão", com nada menos que 47 registros: mão na roda, meter a mão, de mãos abanando, com uma mão atrás e outra na frente, lavar as mãos e passar a mão.

Em resumo, os clichês são uma tragédia; o livro é um excelente manual de como não fazer um texto e o título "O Pai dos Burros" se revela uma injustiça clamorosa para com os dicionários.

O texto acima foi composto com 20 frases feitas tiradas do livro e, se o leitor não captou a brincadeira, é porque o tiro saiu pela culatra (21 frases, agora) e demos com os burros n'água (22)

O PAI DOS BURROS - DICIONÁRIO DE LUGARES-COMUNS E FRASES FEITAS
Autor: Humberto Werneck
Editora: Arquipélago
Quanto: R$ 29 (208 págs.)
_________
Teste: Você é capaz de identificar os clichês incluídos neste texto por Ivan Finotti?

Nenhum comentário:

Postagens mais acessadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Oficina de dobraduras